Matérias

Os chakras e a sexualidade

Os chakras e a sexualidade

Há duas formas básicas e primárias de energia no universo: Yin e Yang. Tudo que existe tem um polo contrário: inspiração e expiração, saúde e doença, nascimento e morte, masculino e feminino etc. Essas duas forças estão sempre interagindo entre si e, dessa forma, tudo no universo está em constante movimento.

Além disso, cada um desses polos carrega em si mesmo o seu oposto (observe a esfera branca dentro da área preta) em forma de semente e é somente uma questão de tempo que um polo Yin se transforme em um polo Yang e vice-versa. No ser humano, essa mudança de polaridade geralmente leva várias encarnações.

Yin – Yang

Assim, no plano físico, essas forças manifestam-se como sexualidade. O homem e a mulher representam polos opostos. Já vimos anteriormente que o sentido de rotação de cada chakra é invertido no homem em relação à mulher. Se um chakra gira para a direita no homem, na mulher, ele gira para a esquerda. Na homossexualidade, observamos uma rotação dos chakras invertida. Dessa rotação invertida dos chakras surge a atração entre os sexos.

Durante uma união sexual, o nível de energia que flui através do chakra sexual (genésico) aumenta consideravelmente. Isso provoca um aumento proporcional na quantidade de energia que flui através do canal principal (sushumna), localizado na coluna vertebral. Essa energia sexual (uma forma de prana) carrega os demais chakras, fluindo através dos nádis e é distribuída a todos os corpos, inclusive o físico. Com isso, ambos os parceiros sentem-se revigorados e relaxados, uma espécie de satisfação que independe de circunstâncias externas.

Entretanto, essa união é severamente prejudicada quando pelo menos um dos chakras está bloqueado em um dos parceiros. Isso pode reduzir a experiência da união sexual ao nível do segundo chakra e experimentar a sexualidade tão somente através do chakra genésico provoca um enfraquecimento energético tanto no homem quanto na mulher. Nesses casos o consumo de energia durante a prática sexual é muito elevado, visto que é drenada muita energia de todos os demais chakras.

Mas há uma forma de desbloquear os chakras que impedem a união sexual plena. Para isso é necessário que os dois parceiros irradiem e troquem as energias emanadas do chakra do coração (cardíaco). Essa irradiação ocorre naturalmente quando há amor entre os parceiros. Dessa forma, os bloqueios são dissolvidos e a união sexual pode atingir até mesmo o nível de uma união espiritual, que consiste na arte do tantra.

Quem vivencia uma experiência dessa natureza compreende que as forças sexuais não estão cingidas aos órgãos genitais, mas estão presentes em cada uma de nossas células.

 

Fonte: https://meditacaoguiada.wordpress.com/2011/05/05/sexualidade-e-chakras/

Comentários do Facebook

comentários

Rádio Viva Zen

10.mar.2018

No Comments

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Taruga Tecnologia