Matérias

As pessoas criticam em nós aquilo que não gostam em si mesmas!

As pessoas criticam em nós aquilo que não gostam em si mesmas!

Muitas vezes, parece que o hábito de criticar aqueles ao nosso redor está incorporado a nossas personalidades, como se não pudéssemos fazer nada sobre isso.

No entanto, a verdade é que todos nós, sem exceção, temos nossas falhas e traços de personalidades negativos. Nós somos seres de Luz, pessoas com missões na Terra, mas é impossível vivermos sem cometer erros ou nos envergonhar por certas atitudes que tomamos.

Dessa forma, a crítica excessiva aos outros não tem significado algum. Somos todos iguais.
Por mais que essa seja uma verdade de fácil compreensão, muitas pessoas agem de forma oposta. Elas se tornam juízas do caráter e atitudes de todos aqueles que as cercam. São até mesmo capazes de fazer lista de comportamentos alheios que julgam defeituosos e determinar cursos de ações que devem tomar para superarem suas imperfeições.

Quando a crítica é constante e feroz, é muito provável que a pessoa não esteja tentando ajudar a avaliar seus erros cometidos e motivá-lo a seguir em frente. Ela pode estar agindo sob um mecanismo de defesa chamado “projeção”.

A projeção é um tipo de comportamento em que as pessoas o veem como um espelho, e criticam em você aquilo que não gostam ou desaprovam em si mesmas.
As críticas, assim como os elogios e admiração são coisas a que todos nós estamos sujeitos. E nós escolhemos o que queremos ou não queremos enxergar nas outras pessoas. Essa escolha, muitas vezes, baseia-se em como percebemos a nós mesmos. Se enxergarmos e valorizamos o bem em nós mesmos, agiremos da mesma maneira com os outros. No entanto, se focamos em nossos pontos negativos, seremos críticos negativos àqueles ao nosso redor. Há situações em que a pessoa crítica escolhe apenas um alvo para sua negatividade.

Para entendermos isso, precisamos assimilar o funcionamento da projeção. Na projeção, a pessoa cria uma opinião de si mesma, que nem sempre é imparcial e objetiva. A pessoa pode ser extremamente egoísta em suas atitudes, mas canta aos quatro ventos o quanto valoriza a caridade. Dessa forma, cria argumentos falsos para justificar seu comportamento egoísta. A pessoa pode até ter o desejo de ser generosa, mas o seu egoísmo não permite. Muitas vezes, ela nem percebe que seu comportamento negativo, e acredita que suas justificativas são verdadeiras e válidas.

O problema surge quando ela encontra comportamentos egoístas em outras pessoas, porque não mostra tolerância e protesta contra. Ela mostra indignação e rejeição, o que parece hipócrita e sem sentido, pois ela também age da mesma maneira. Quando questionada sobre essa forma de se portar, a pessoa responde dizendo que seus motivos para conservarem o egoísmo são justificáveis, mas os das outras pessoas são apenas desculpas e fingimentos.

Em seu interior, no entanto, as falhas das outras pessoas as lembram de suas próprias, e elas têm dificuldade de aceitar nos outros aquilo que é intolerável em si mesmas. O criticismo dessas pessoas quase sempre envolve um episódio de projeção.

É comum criticarmos os outros por terem defeitos que não toleramos em nós mesmos, e muitas vezes esse processo é inconsciente.
É importante refletirmos sobre isso, analisarmos nossos hábitos de críticas e percebermos que muitas vezes nosso criticismo tem mais a ver com nós mesmos do que com os outros.

Fonte: https://osegredo.com.br/2017/09/as-pessoas-criticam-em-nos-aquilo-que-nao-gostam-em-si-mesmas/

Comentários do Facebook

comentários

Rádio Viva Zen

13.nov.2017

No Comments

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Taruga Tecnologia